Nutriplato, uma didática e simples maneira de comer equilibradamente

Refeitório escolar. EFE/Javier Cebollada

Artigos relacionados

Terça-feira 14.03.2017

Segunda-feira 13.02.2017

Terça-feira 10.01.2017

Terça-feira 03.01.2017

Terça-feira 11.10.2016

Quarta-feira 14.09.2016

Quarta-feira 27.05.2015

O estilo de vida dos espanhóis mudou significativamente. Fomos longe da típica dieta mediterrânica e estamos adquirindo hábitos mais sedentários, e isso se traduz em uma maior taxa de excesso de peso (23,2%) e obesidade (18,1%) na infância, de acordo com dados da OMS.

Na infância é quando institui os costumes de vida, por isso é tão importante dotar as famílias de uma adequada educação e colocar à sua disposição ferramentas para que as crianças adquiram hábitos de vida saudáveis que perdurem ao longo de sua vida.

Um relatório da Organização Mundial da Saúde (OMS) e a Organização das Nações Unidas para a Agricultura e a Alimentação (FAO), publicado em 2003, chamado “Regime alimentar, nutrição e prevenção de doenças crônicas”, assegura que limitar o tamanho das porções de alimentos, reduz o risco de excesso de peso e obesidade infantil.

Afirma ainda que as crianças obesas têm maior risco de desenvolver problemas de saúde graves como:

  • Diabetes tipo 2
  • Hipertensão arterial
  • Asma
  • Distúrbios do sono
  • Hepatopatías
  • Baixa auto-estima
  • Depressão
  • Isolamento social
  • Morte prematura
  • Deficiência em idade adulta

Nutriplato, além de um prato físico

O Nutriplato mostra de uma forma simples, gráfica e atraente a proporção de verduras, carboidratos e proteínas que devemos tomar em cada refeição.

  1. Em cor verde: vegetais e produtos hortícolas (50%)
  2. Em vermelho: carne, peixe, ovos ou legumes (25%)
  3. Em amarelo: cereais ou tubérculos (25%)

um guia para orientar os pais sobre as quantidades que tem de tomar a criança em função da idade e oferece ideias práticas com receitas variadas.

Os materiais foram elaborados pela Nestlé com o assessoramento de uma equipe de nutricionistas-nutricionistas do serviço de Gastroenterologia do Hospital Sant Joan de Déu, em Barcelona.

O Nutriplato junto com o seu guia será distribuído em primeiro lugar entre os pacientes da Unidade de nutrição clínica e dietética do Hospital Sant Joan de Déu” para avaliar se o seu uso afeta os hábitos alimentares. Em uma segunda fase foi distribuído a todos os pacientes do hospital e se estender a outros domínios, como os centros de atenção primária.

Vida mais rápida, alimentação mais deficiente

Anabel Aragão, responsável pela saúde e nutrição da Nestlé, garante: “apesar de que agora existe mais informação do que nunca sobre as recomendações nutricionais, vamos para trás e nos afastamos da dieta mediterrânea. Devido ao ritmo de vida que levamos agora, é um desafio realizar uma boa prática”.

A nutricionista do Hospital Sant Joan de Déu Mireia Termes concorda com a ideia de que se está perdendo “o conceito de dieta saudável” e defende que com este projeto quer “promover que as famílias voltem a comer de forma equilibrada, de acordo com a dieta mediterrânica, para prevenir o excesso de peso e a obesidade, que está se dando nos últimos anos”.

Aragão indica que o Nutriplato é uma “ferramenta prática” , que explica como comer e em que quantidade, e pode melhorar o dia-a-dia das pessoas.

“Através do observatório da Nestlé vimos que não existe ainda suficiente sensibilização em muitos pais sobre a problemática do excesso de peso em seus filhos, não o vêem como um problema de saúde presente, nem futuro”, declara o responsável de saúde.

Ambas terminam com a necessidade de seguir alguns “bons hábitos alimentares”; há doenças em que não se pode interferir, pois são de caráter genético, mas na alimentação, mas sim que podemos, por isso está na nossa mão, ser conscientes e responsáveis da importância desta tarefa, porque somos o que comemos.

(Não Ratings Yet)
Loading…

Objectivos realistas para sobreviver no labirinto das expectativas

Laura Martinez Tebar | MADRID / EFE / ERMESENDA FERNÁNDEZ E LAURA MARTINEZ TÉBARMartes 18.07.2017

“Quero ser médico”. Este pode ser o desejo de muitos jovens que estão decantando nestes momentos, pelo seu futuro profissional. Mas, se se trata de uma expectativa de maior dimensão? Se é que me da melhor outra atividade, por que não decantarme por ela?

Um visitante caminha por um labirinto de 2100 metros de cartão. PEQUIM (CHINA) EFE/Michael Reynolds

Este é apenas um exemplo de como as expectativas iniciais podem acabar tornando-se outro destino. No entanto, não haveria maior problema de não ser porque este “mudança de planos” traz consigo a infelicidade das pessoas.

As expectativas têm que ver com a forma como “nós pensamos que nós” no futuro. Dependendo de como tracemos as mesmas e de como as usamos, podem ser positivas ou negativas.

Sergio García, colaborador de “O Bisturi”, traz-nos as chaves para viver com as expectativas de acordo com a realidade e que sejam benéficas para a nossa saúde emocional.

Segundo o psicólogo, “quando há uma sobreexpectativa já não se vive no mundo, mas uma ilusão” e se as expectativas nos afetam, “o que estamos fazendo, de alguma forma, é ter um preconceito”. Ou seja, a expectativa e o preconceito podem chegar a ser o mesmo.

As expectativas podem chegar a frustarnos gravemente. Para que não sejam prejudiciais, é necessário parar para pensar primeiro em fazer aquilo que de forma natural se tenha mais vontade de fazer.

A chave é “deixar-se levar pelo aqui e agora, e ser conscientes de quais são as nossas possibilidades”. Deste modo, serão excluídos do caminho as expectativas que sejam negativas.

Conta o especialista que as pessoas não podem saber para onde vão chegar”, se não o fazem a pé”. O interessante é que nesse caminho que cada um empreende, este seja capaz de perceber o que se tem à mão” e, a partir daí, tomar decisões, comenta.

Além disso, aponta que é interessante “executar certos interrupções que nos permitam tomar força e assim gerar outro tipo de vias que derivem do caminho inicial”.

Como se de uma árvore se tratasse, “vamos crescendo com diferentes ramos e direções diferentes”. Portanto, o crescimento não se pode medir de uma forma automática, com base em uma previsão de antecedência, mas há que saber que “um cresce de forma incomum”.

Além da autoexigencia e as expectativas frustradas, a título pessoal, cabe o desengano produzido pelas sobreexpectativas geradas pelas pessoas que nos cercam.

“Isso pode gerar que não nos vejamos a nós mesmos, pois para poder saber quem somos, temos o espelho dos outros”, afirma.

Dependendo de com quem nos relacionemos, essa pessoa “colocado” uma expectativa sobre nós. Assumir de forma automática tais expectativas dos outros sobre nós mesmos “vai levar ao engano, já que vemos que não somos a pessoa que nos estão dizendo”.

Essas expectativas têm que ser filtradas por cada pessoa, pois, “quando um homem se deixa levar pelas expectativas dos outros, está vivendo uma vida impostada”.

Quando esses desejos ou aspirações não são da pessoa em concreto, mas que são importadas da família ou de outras pessoas que apreciam, a frustração chega ao “não dar-se conta de que se trata de uma expectativa falsa de frente para o que eu queria”, garante.

(Não Ratings Yet)
Loading…

Obesidade infantil, a pandemia do século XXI em Portugal e Europa

Estudos recentes alertam do aumento das taxas de sobrepeso e obesidade infantil em Portugal e na Europa, um problema que profissionais da área da saúde, como a pesquisadora do CIBERobn e médico especialista em pediatria Fernanda Leis, qualificam-se como “a grande pandemia” da época atual

EFE/Brais Lorenzo

Artigos relacionados

Segunda-feira 10.09.2018

Segunda-feira 10.09.2018

Sexta-feira 07.09.2018

O índice de massa corporal (IMC) é um indicador internacionalmente reconhecido para calcular um excesso de gordura em adultos e a fórmula é uma simples equação -kg/m2, que se pode extrair o grau de gravidade da obesidade.

A doutora Leis, médico do Complexo Hospitalar Universitário de Santiago (CHUS), explicou à EFE que, no caso das crianças, considera-se que uma criança tem excesso de peso quando o IMC encontra-se acima do percentil 85, obesidade se ultrapassa 95 e obesidade mórbida se excede o percentil 99.

O percentil é o valor do elemento que divide um conjunto de dados em cem grupos de igual valor ou em intervalos iguais.

O diretor do Instituto de Obesidade (IOB), Adelardo Cavaleiro, coincide com a pesquisadora galega em que “são muitas as causas” que convergem para que a Espanha seja o país com a maior prevalência de obesidade infantil em toda a Europa”, com um crescimento “muito mais rápido” que o dos EUA nos últimos vinte anos, ao passar de 30% a 65% da taxa de obesidade infantil, garante.

Quanto às causas, a doutora Leis aponta que 95 % dos casos de obesidade infantil responder a uma predisposição, a causas genéticas e ao ambiente”.

Menciona fatores como a alimentação, a falta de actividade física e a inatividade”, e considera estas duas últimas como independentes, já que, devido a inatividade ou o “lazer passivo”, além de não gastar energia para se consumir “alimentos que não são saudáveis”.

Ambos os especialistas concordam em que “os países do sul da Europa, principalmente Espanha e Portugal, contem com “uma maior prevalência de obesidade, apesar de constar, com suas reconhecidas “dietas atlântica e mediterrânica”.

Por comunidades autónomas, Cavaleiro afirma que são também as do sul de Espanha, Andaluzia, Múrcia ou Canárias, as que apresentam maiores níveis de obesidade.

A crise não melhorou a alimentação

Por outro lado, a pesquisadora do Centro de Pesquisa Biomédica em Rede de Fisiopatologia da Obesidade e Nutrição (CIBERobn) indica que “vários estudos têm definido a obesidade como doença social”, dado que “as maiores comparações de obesidade se dão em níveis -sociais – mais baixos”.

E, prossegue, embora “acreditávamos que com a crise, as famílias iam para as refeições tradicionais, vemos que vão as calorias mais baratas, enquanto que os alimentos que mais aumentaram seu preço são os mais saudáveis”.

A obesidade infantil “tem consequências a longo, médio e curto prazo”, acrescenta a doutora Leis, e “representa um alto risco para a sobrevivência de nosso sistema de saúde”; Cavaleiro defende uma “consciência coletiva” de que nos encontramos perante “um problema difícil e de longa solução” que, não obstante, é “reversível”.

(Não Ratings Yet)
Loading…

oblog: O câncer passa da mãe para o feto?

DRA. LARA IGREJAS / GREGORIO DO ROSÁRIO | Gregorio Do RosarioViernes 19.02.2016

É possível que uma mulher grávida, que transmita o câncer ao feto?

“É muito raro que uma mulher grávida pode transmitir o câncer ao feto, mas foram detectadas células tumorais circulantes. Geralmente ficam retidas na placenta e não costumam chegar até o feto. Os casos de transmissão cancerígena são uma exceção e só se conhecem na leucemia e melanoma”, diz.

Você pode receber tratamento de quimioterapia ou radioterapia e uma mulher grávida?

“Com a quimioterapia, e durante os três primeiros meses de gravidez, não existe evidência empírica que envolva um risco directo para o feto ou possíveis malformações futuras. A partir do segundo trimestre, e até o momento do parto, só se podem prescrever determinados medicamentos anti-tumorais”, ressalta.

Sabe-Se que a radioterapia aumenta a possibilidade de defeitos congênitos, como também é conhecido que o tratamento do câncer pode provocar alterações na fertilidade.

Porventura pode uma mulher engravidar depois de ter recebido um tratamento para o câncer?

“Sim, pode engravidar. Os tratamentos de quimio e radioterapia gerarão esterilidade temporária, embora às vezes pode se transformar em permanente. Nas mulheres, o mais habitual é que lhes cause alteração nos ciclos menstruais ou desaparecer a regra. Os homens, por regra geral, diminuição do número ou qualidade dos espermatozóides”, explica.

A quantidade de radiação que você recebe no abdômen ou pelve é proporcional à quantidade de radiação que chega aos ovários ou aos testículos.

Uma das opções para um futuro gravidez é congelar óvulos, tecido ovárico e esperma antes do tratamento anticancerígeno.

Em qualquer dos casos, cabe lembrar informações de grande interesse:

  • Durante o tratamento com quimio ou radioterapia não convém ficar grávida, já que existe um grande risco de malformações no feto.
  • Também não é aconselhável dar leite materno ao bebê, direta ou indiretamente. Os medicamentos podem chegar até a leite e passar para o bebê. A alternativa é a preparação do leite materno.
  • Qualquer paciente que esteja diagnosticado com câncer precisa consultar seu oncologista para que ele lhe prescreva o tipo de tratamento de conservação mais adequado. É necessário lutar contra a doença da mãe, e evitar riscos desnecessários para o futuro bebê.
  • Além disso, uma mulher que acaba de ser tratada contra um tumor maligno não lhe aconselha a gravidez para prevenir uma recaída.
  • a oncologia médica recomenda esperar cerca de cinco anos, período de segurança que vai depender de cada caso, de acordo com a idade da paciente e do tipo de tumor que tinha no passado.

(Não Ratings Yet)
Loading…

QUITOSANA – TRABALHANDO AJUDA NA PERDA DE PESO OU APENAS UM MITO?

QUITOSANA – TRABALHANDO AJUDA NA PERDA DE PESO OU APENAS UM MITO?

Se você é uma daquelas pessoas que estão tendo problemas para controlar seu consumo de álcool, por exemplo, existem alguns truques muito eficientes para se livrar desse hábito. Por exemplo, já é útil prestar atenção ativamente à compra de menos álcool e reduzir gradualmente seu próprio material doméstico, seja para descartá-los. As barras devem ser evitadas e um bom coquetel sem álcool costuma ter um sabor ainda melhor do que seu equivalente alcoólico e altamente calórico.

Quando desejos, infelizmente, ele se comporta de maneira diferente. A possibilidade de trabalhar com pequenos truques faz sentido. Muitos outdoors tentam sedutoramente com delícias que raramente escapamos. E se abandonarmos nossos desejos com muita frequência, isso geralmente acaba em um ou outro tamanho de vestido.

Outro problema é que muitas vezes é sugerido para nós que a magra é sempre melhor. Isto é o que lemos não apenas na imprensa, mas também em revistas, e não raramente, esse mesmo conselho vem do médico da nossa confiança. Então, o que podemos fazer se queremos perder peso? Maravilha pílulas, produtos dietéticos e programas de dieta científica não raramente querem nos ajudar a perder peso de forma saudável. Mas é realmente possível ter 3 refeições saudáveis ​​por dia, certificando-se de que nossos quadris não acumulam muito ouro no quadril? Tem havido muito a ler sobre a substância activa quitosana no passado recente . quitosana é um aglutinante de gordura natural com muitas propriedades benéficas para o organismo humano. Como deveria ser diferente? Existe  um envelope de estudos sobre a substância activa  quitosana . Se nós passássemos por cada um deles individualmente, provavelmente estaríamos aprendendo lendo sozinho. Por esta razão, queremos  tratar o tema  quitosana em resumo. Então vamos dar uma olhada rápida na natureza e no modo de ação da  quitosana  :

QUAL É A ORIGEM DA QUITOSANA?

A primeira informação da  Quitosana  foi transmitida há séculos atrás. A quitosana em  si foi extraída da quitina desde os tempos antigos, que é um polissacarídeo e, portanto, de origem natural. Encontra-se  a quitosana  nas conchas de crustáceos. Em lagostas, camarões ou caranguejos, o esqueleto exterior é removido e moído até se produzir um pó muito fino, que é então desacetilado. Este processo, que parece complicado, basicamente serve apenas para dar à  quitosana  a capacidade de se ligar à gordura. É por isso que a  quitosana Por muitos anos até hoje também é usado para desintoxicar a água. Essa capacidade é tão extraordinária e eficiente que o escopo dessa “limpeza” ocorre em muitos processos naturais. É também este processo que ocorre em nosso corpo e “limpa” o corpo de gordura.

QUITOSANA – O ASSASSINO DE GORDURA!

A quitosana  é tão eficiente que pode ligar 6 a 9 vezes o seu próprio peso em gordura. Uma comparação amplamente usada é com a celulose, uma fibra conhecida por absorver líquidos com sucesso. A  quitosana  se comporta de maneira muito semelhante, porque transforma as moléculas de gordura de tal maneira que o corpo não pode mais digeri-las, mas excreta-as diretamente. A carga de  quitosana  é iônica, ou seja, positiva, enquanto lipídios e ácidos biliares são carregados negativamente. Já por natureza, ambos os tecidos atraem isso. Mas as qualidades positivas da  quitosana são ainda mais diversas.

De longe, o aspecto mais importante é que a  quitosana é  100% natural. Há uma variedade de estudos independentes e literatura relevante que ele vem em grande detalhe que  quitosana  limpa o corpo de uma forma totalmente natural de gorduras e, portanto, de apoio contribuem para a perda de peso. O processo agora é que o corpo é capaz de se concentrar na queima da gordura já existente no corpo devido às moléculas de gordura excretadas. E é aí que o suporte para perder peso começa.

Então, se você tem a oportunidade de incorporar a  quitosana  em seus hábitos alimentares diários, você tem a oportunidade, cientificamente comprovada, de aumentar substancialmente sua perda de peso. Finalmente, foi demonstrado que as preparações que   combinam quitosana com vitamina C e selênio podem melhorar significativamente a ligação das gorduras. Um produto que combina todos os recursos acima é o WOMAX FUNCIONA, que contém 1.500 mg de  quitosana  e 90 mg de vitamina C por 3 cápsulas (ingestão diária recomendada).

ANTI-ENVELHECIMENTO. O COLÁGENO FUNCIONA PARA BEBER?

Uma pele firme precisa de um andaime de melhor marca de colágeno saudável. Se isso coincide com a idade – o processo começa com apenas 25 – pequenas linhas e rugas se desenvolvem. Até certo ponto, pode-se combater a degradação relacionada à idade com nutrição adequada e cuidado diligente. Ainda mais sucesso agora deve trazer suplementos nutricionais e bebidas contendo colágeno por de dentro, nas camadas profundas da pele, incluindo cremes não conseguir, empurrando as fibras e visivelmente rejuvenescer a aparência da pele. Fonte da juventude ou promessa ruim? O BAZAAR de Harper perguntou sobre um dermatologista.

O COLAGÉNIO PODE APERTAR A PELE NO INTERIOR?

Ela pode. Mas beber apenas colágeno não é suficiente. “O metabolismo é um processo muito complexo”, explica o dermatologista Dr. med. med. Sabine Zenker . “Mesmo um estilo de vida saudável contribui sensivelmente para a vitalidade geral e apenas a saúde da pele visível no.” O consumo de preparações de colágeno específicos para o organismo, embora aminoácidos importantes e influenciou deste modo a síntese de colágeno natural positivo, mas uma pele mais jovem é sempre o resultado da Interação de muitos fatores diferentes.

“Fatores como tabagismo, álcool, falta de sono e radiação ultravioleta podem representar 80% do envelhecimento da pele”, afirma o dr. Zenker. Tudo isso deve ser reduzido, caso contrário, o consumo de colágeno não traz nada. Especificamente, isso significa: suplementos dietéticos e bebidas com colágeno só funcionam em conjunto com proteção solar durante todo o ano e cuidados com a pele, como o ácido hialurônico e catadores de radicais eficazes.

O ALIMENTO ANTIENVELHECIMENTO EFICAZ

Aqueles que consistentemente dieta saudável, então as células com bastante proteínas, antioxidantes, especialmente vitamina C e E, bem como os ácidos gordos insaturados fornecidos, e beber, pelo menos, um e meio de litros de água por dia, e a matriz de colagénio e, portanto, a aparência da pele a partir do interior pode influenciar positivamente. Peixe, carne branca, gelatina e ossos recém-feitos são considerados fontes naturais de colágeno. 

“Deve ser levantada principalmente em açúcar, porque faz com que a pele mais rapidamente”, adverte Dr. Zenker, confirmando assim o que secretamente sabem (mas preferem ignorar). “Isto é devido à glicação, de modo que o acúmulo de produtos finais açúcar, o corpo não pode processar adequadamente e ele responde com inflamação na pele a este tão bem expressa não apenas em impurezas, mas a longo prazo em uma degradação do colágeno acelerado e enrugamento “equivale a mais fácil. preferem colágeno bebida como limonada ..

Como lidar com o estresse diário

Eu sinto que alguém ronca ao meu redor na cama e acorda de repente. “Eu estou fazendo xixi!” É uma voz suave. Não consigo imaginar que horas são, que minha voz salta para a porta do quarto e além. Um raio de luz entra insistentemente na janela onde, à noite, sou responsável pelas cortinas. Eu dou uma olhada no relógio fosforescente, que me mostra 5:50. Estou dormindo com ele por 8 anos e 8 meses, exatamente a idade de Blonde. Estou tentando descobrir se me sinto um pouco descansado. Eu não posso responder, que a voz retorna, batendo: “Eu não acordei, você sabe!” Perfeito, eu sorrio. Não eu! É só que eu não consigo mais dormir, porque do outro quarto já há bebês, e meus pensamentos começam em mim assim que eu abro a porta da minha mente e dos meus olhos. Sim, e o médico me disse ontem, sob controle, que o estresse não é bom para a função da tireóide. Então, como lidamos com o estresse diário?

Que dia na vida de uma mulher parece

Estou falando de mulheres com filhos, porque para elas escrevo este material. Se eu vou trabalhar, a maior parte do dia é … tomada, trancada. Seu dia começa de manhã às 17: 30-6: 00 e termina à noite. No intervalo de 7-18, eles são, em média, deixados em casa. A manhã e a noite estão sob constante pressão entre as crianças (que as puxam para fora do arco, que querem atenção e brincam com a mamãe com elas, fora ou em casa) e tarefas domésticas, além de compras. Se uma mulher trabalha em casa ou passa muito tempo com seus filhos, as coisas são as mesmas. Na cabeça dela, o mesmo cenário se desdobra diariamente. Depois de um tempo, não importa o quão forte você seja e como está nervosa com seus nervos, e por mais que ame seus filhos e parceiros, ainda há problemas, da melancolia à ansiedade e até à depressão.

O que nos falta

Em suma, o tempo para nós mesmos. Um tempo em que não só queremos fazer coisas para nós, mas também um tempo para fazer as coisas de rotina, sem pressão e sem ficar de olho no nosso relógio. Aquele relógio na minha mão, que eu só estou saindo do chuveiro. Caso contrário, tudo o que faço, estou fazendo com o meu relógio. O horário de um dia é compartilhado para mim em pequenas unidades que se esgotam rapidamente: no parque, nas compras, em qualquer reunião de projetos, em qualquer evento. Eu não posso estender muito uma unidade de tempo, porque eu quebro o próximo e isso me causa grande estresse. Certamente alguém vai reclamar sobre isso, e isso vai me estressar. Só estou estressando quando penso que um plano que estou fazendo para o meu bebê vai mudar, e a loira vai ficar brava, ela está quebrando o tempo. ?

Em outras palavras, a quantidade de atividades diurnas é tão grande que eu não menti, o luxo de fazer algumas coisas. E o tempo para mim e para o casal é tão pequeno que me assusta. Ontem à noite, às 10 da noite, quando nos sentamos no sofá para ver a Coroa do Trono, recebemos o sinal de gratidão de nossos corpos. Percebemos que não ficamos sentados o dia inteiro … das 6h.

Todos os itens acima contribuem para o que os especialistas chamam de “bem-estar emocional” e sua falta ou existência está relacionada ao estresse diário.

O que é bem-estar emocional *

Como técnico de saúde, estou preocupado não apenas com o que comemos, mas também com o nosso bem-estar em termos de emoção. Bem-estar emocional é mais do que gerenciar o estresse em nossas vidas. Significa prestar atenção aos nossos pensamentos, sentimentos, comportamentos, sejam positivos ou negativos. Bem-estar emocional é definido por:

  • a capacidade de ser consciente e aceitar sentimentos, em vez de negá-los;
  • uma abordagem otimista da vida;
  • a alegria da vida que somos capazes de sentir, apesar das decepções e frustrações ocasionais.

O que é stress e porque ocorre nas nossas vidas

Parece que o estresse é um fator emocional, físico ou químico que causa tensão no corpo ou na mente. Afeta todas as pessoas, todas as idades e em qualquer fase da vida. Infelizmente, o estresse pode levar a sérios problemas de saúde, físicos ou mentais, especialmente estresse crônico. É bom saber que também há estresse positivo que pode fornecer energia ou motivação. Enquanto o negativo leva a estados em que nos sentimos oprimidos e sem escape.

As causas mais comuns de estresse são:

  • serviço e / ou perda do mesmo;
  • escola;
  • família;
  • responsabilidades diárias;
  • eventos imprevistos;
  • doenças;
  • acidentes;
  • perda de entes queridos: morte, divórcio, etc.

Como pode estresse manifestar:

  • negação ou choque;
  • tensão, irritação;
  • medo e ansiedade sobre o futuro;
  • a dificuldade de tomar decisões;
  • perda de apetite;
  • perda de interesse por atividades diárias;
  • pesadelos;
  • raiva;
  • questões de concentração;
  • problemas de sono;
  • dores de cabeça, dores nas costas ou no estômago;
  • tristeza ou outros sinais de depressão;
  • queixou-se;
  • sentimentos de desamparo;
  • aumento do consumo de álcool ou drogas.
Como lidar com o estresse diário

As formas mais práticas são:

  • buscar e encontrar apoio em amigos ou apoio especializado (médico, psiquiatra, psicólogo etc);
  • evitar álcool e outros incentivos;
  • dormir o suficiente;
  • reconectar-se socialmente (sair do isolamento, sair para o mundo);
  • comer o mais saudável possível: o maior número possível de frutas e vegetais, gorduras boas, proteína de boa qualidade, nozes e sementes, cálcio e vitamina D, B e C, magnésio; para evitar tanto quanto podemos açúcar e adoçantes artificiais, alimentos processados, gorduras hidrogenadas, corantes artificiais;
  • mover-se; as formas de movimento mais simples e práticas são: caminhar, correr leve, nadar;
  • fazer pausas com a maior frequência possível, para quebrar a rotina;
  • praticar a presença ativa em qualquer coisa;
  • para ficar ativo.

Então ainda é verão, está ensolarado, toda a atmosfera está cheia de vitamina D! ? Podemos fazer as coisas esperando, não somos nós?

O que você fez hoje para diminuir o estresse do dia?

12 mitos relacionados à saúde do cabelo

O cabelo nunca foi meu ponto forte. É por isso que fiz um grande esforço para que ela parecesse decente e saudável. Porque o cabelo é um cartão de visita, do meu ponto de vista. Apenas como mãos e manicure. Podemos manter um cabelo saudável e bonito com pouca ajuda de profissionais. Mas especialmente com alguma informação de que uma mulher deve ficar sozinha, para que os mitos que circulam em torno de seu cabelo e sua saúde não caiam. Tudo o que aprendi sobre saúde do cabelo eu escrevo para você neste material.

Mito 1: Cabelo lavado com muita frequência degrada e cai mais

Primeiro de tudo, o que muitas vezes é para mim pode ser para outra mulher normal. Mas não podemos dizer que, em geral, a lavagem freqüente de cabelos é prejudicial. E, de jeito nenhum, o cabelo cai de higiene. É normal lançar um número de centenas de fios diariamente – você pode verificar com o dermatologista. Além disso, é bom verificar com ele e se o seu couro cabeludo é saudável e não mostra erupção cutânea. Se você tem um distúrbio no couro cabeludo, siga o conselho do médico e lave no intervalo mencionado por ele, com produtos emitidos pela farmácia, que têm diferentes drogas em sua composição.

“Depende de cada tipo de cabelo. Algumas pessoas podem se lavar diariamente, se necessário, e perturbar a aparência sem pêlos de seus cabelos. Na verdade, é um círculo que pode parecer cruel aqui: quanto mais lavamos com mais frequência, mais é possível incentivá-lo a crescer mais rápido e, assim, nos dar um olhar descuidado. Mas se usarmos os produtos certos – xampu e condicionador, podemos desfrutar de um cabelo saudável e parecido com cabelo, como um cabeleireiro. “- diz Cornelia Tucan, cabeleireira, Abbate Salon.

Portanto, a freqüência de lavagem é uma questão de escolha pessoal, tempo e hábito. A frequência com que você lava o cabelo depende do tipo de couro cabeludo e cabelos e de todas as outras agressões a que o cabelo está submetido, do natural ao químico.

Mito 2: Produtos de cuidado machucam seu cabelo

Os produtos capilares são assim chamados porque fazem com que pareça melhor, mais saudável. A questão aqui é como os usamos e com que frequência os aplicamos. É óbvio que a tintura de cabelo todos os dias, se você não lavar o cabelo entre as aplicações, pode facilmente envolvê-lo. As máscaras aplicam-se de algumas formas – após a lavagem, nos cabelos molhados ou secos. Se não soubermos como são usados ​​e com que frequência, é melhor ir ao salão de vez em quando para tal procedimento. Caso contrário, é possível não mostrar os benefícios e ficar com a opinião errada sobre máscaras capilares em geral.

Além disso, se você usar esses produtos, é possível atrair mais poeira e poluentes do ar que será depositado em nossos cabelos. Daí a impressão de sujeira e cabelo … doente. Mas é tudo sobre a aplicação adequada desses produtos e higiene cuidadosa do cabelo em momentos em que usá-lo mais intensamente.

Mito 3: A caspa é contagiosa

Não, a caspa não é tomada. Não é como piolhos, é claro. E nem é provado que seja devido a falta de higiene.

Eu li que a caspa é um problema depende de muitos fatores, mas a causa principal continua Malassezia, um fungo que vive no couro cabeludo da maioria dos adultos saudáveis, mas às vezes se multiplicam descontroladamente, causando irritação levando a renovação celular excessiva. O resultado é um grande número de células mortas. Quando se afastam do couro cabeludo, essas células se agitam na forma de caspa. Parece que todo mundo tem Malassezia, está naturalmente presente na flora do couro cabeludo, mas em proporções controladas.

Mito 4: Um bom shampoo para cabelos tem que fazer muita espuma

Pelo contrário, um bom shampoo não deve ficar sem muita espuma. Tome cuidado e a quantidade aplicada ao cabelo, não ser mais do que um dedo, o desejo de se sentir mais espuma e a crença de que mais lavagens espuma shampoo seu cabelo. Melhor shampoo 2-3 vezes do que aplicar muito shampoo. É mais saudável e seu cabelo vai realmente limpar.

A pesquisa mostra que muita espuma danifica a cor do cabelo, por isso as pessoas que tingem o cabelo devem ter cuidado com isso. Além disso, os sulfatos, responsáveis ​​pela espuma do champô, são suspeitos de terem efeitos nocivos. Testes laboratoriais conduzidos nos EUA levam a um certo risco de câncer de pele associado à sua existência em xampus. Se você quiser ter certeza, escolha um xampu de glicerina em vez de um que contenha sulfatos. O efeito pode ser similar, mas é mais seguro do ponto de vista da saúde.

Mito 5: Cabeleireiro, pintura e alisamento com placa estraga permanentemente as raízes do cabelo

Quando aplicamos o cabelo em tratamentos como pintado, penteados ou penteados, obviamente o colocamos sob estresse. Mas depende de nós e da frequência com que fazemos isso. Claro, todos os dias, qualquer coisa que você faça pode danificá-lo a longo prazo – seja cabelo ou pele. Por outro lado, o que está danificado é o cabelo, não a raiz. Os procedimentos de tintura de cabelo são os mais danosos, mas pintados em tons naturais ou um pouco mais escuros do que a cor natural do cabelo podem torná-lo ainda melhor, mais frequente e mais saudável.

“A cor do cabelo é a que embeleza o ornamento capilar com o brilho que dá, o cabelo é arranjado de maneira diferente quando pintado”, diz Cornelia Tucan, cabeleireira.

Mito 6: O corte de cabelo geralmente estimula o crescimento do cabelo e o fio fica mais espesso

É muito bom cortar as pontas do cabelo com frequência. Mas isso não vai causar espessamento dos cabelos, nem vai acelerar o crescimento, seja sério. Ele vai simplesmente olhar saudável porque vai demorar a parte do cabelo é dividido da agressão naturais (vento, poeira, etc.) e química (tratamentos muitas vezes) que foi submetido. E pode parecer mais frequente por ser mais cuidado e mais saudável. Mas novamente, parece apenas. ?

“Para desfrutar de um cabelo bonito e saudável, devemos primeiro aprender como cuidar dele corretamente, cortar seus picos em 2 meses e respeitar o período de um mês para tingir novamente” – diz Cornelia Tucan.

Mito 7: Chew frequentemente fará seu cabelo mais saudável

Você não precisa escovar mais e com mais frequência do que já faz. Não ficará mais saudável nem crescerá mais depressa. Parece melhor, provavelmente. ? Na verdade, um penteado excessivo pode fazer mais mal do que bem, pode afetar as cutículas.

Mito 8: O cabelo não pinta quando você está grávida

É um mito claro, digo de sua própria experiência. Especialmente porque nos últimos anos as empresas que produzem produtos capilares profissionais (ou seja, aquelas usadas em salões sérios) lançaram no mercado tintas à base de óleo. Ou seja, sem a amônia que está nos produtos clássicos e cuja inalação pode ser perigosa para a gestante. E não só inalação, mas também a absorção no sangue dos compostos químicos nestas pinturas.

Mas isso exige que você se informe de antemão e especialmente para pintar no salão onde você diz às garotas que você está grávida e que você quer um produto natural para tingir o cabelo. Se você aplicar a tinta em casa, existem produtos da Henna, até onde eu sei. Pessoalmente, não os experimentei nos últimos anos. No salão, fui pintado com o Inoa, L’Oreal, baseado em óleos e óleo de argão. As cores são maravilhosas e você não precisa pintá-las antes de 1 mês. Se você não tiver linhas brancas, poderá ficar mais tempo. Eu tenho, então minha consulta foi mensal durante a gravidez, como antes.

Mito 9: Você não precisa usar óleos capilares se tiver tendência a engordar

Só é verdade se você aplicar óleo na superfície do couro cabeludo. Mas os óleos aplicados às pontas dos cabelos têm até efeitos benéficos: brilhar e fortalecê-los porque penetram nas cutículas e as tornam mais saudáveis. O óleo de coco conserta o calor e os raios UV, e o óleo de argan protege contra a perda de proteína causada por muita luz. Coloque 20 gotas de argan no xampu e com a mistura resultante você pode lavar todos os tipos de cabelo.

Mito 10: O cabelo seca com uma toalha

A grande maioria das pessoas sai do chuveiro e começa a esfregar os cabelos e couro cabeludo com a toalha vigorosamente. Nada de errado! Deixe seu cabelo secar sozinho se o tempo e o tempo permitirem. Sua toalha e movimento vigoroso no cabelo só o quebra. Se não, o secador de cabelo usado em uma temperatura ideal e a uma distância decente de vez em quando pode secar o cabelo sem efeitos colaterais.

Mito 11: A carruagem da nádega, chapéu ou septo faz com que o cabelo caia

As pessoas podem notar o cabelo no chapéu ou chapéu e podem fazer conexões falsas relacionadas à perda de cabelo e cobertura da cabeça. Mas, na realidade, o cabelo cai devido a problemas hormonais e estresse.

Mito 12: Precisamos trocar o shampoo sempre que o cabelo não se acostumar com ele e ficar imune a seus efeitos

Não há problema em usar produtos diferentes se isso nos ajudar a resolver problemas diferentes: volume, caspa, cabelos encaracolados, etc. Mas se temos um xampu que nos ajuda todos os dias e estamos felizes com isso, não faz sentido mudá-lo. Não, o cabelo não ficará imune a ele. O cabelo é exposto a um produto de limpeza que faz o seu trabalho e ele ficará satisfeito. Não há evidências científicas para mostrar que o cabelo se torna imune à lavagem. Não importa o quanto é utilizado, shampoo sempre cumpre o mesmo papel – o de limpeza e tratamento, tanto o couro cabeludo e cabelo. Shampoo só pode ser trocado se quisermos um efeito especial para o cabelo.

Portanto, tanto para a saúde do cabelo quanto para qualquer outro aspecto relacionado à saúde, é bom que escutemos menos o mundo e leia mais de fontes confiáveis ​​e documentadas. Aqui estão alguns desses se você quiser aprofundar o assunto. Que seja útil para a saúde, que seja melhor que tudo!

Para voltar a pagina inicial do site clique aqui.

Eu comecei os tratamentos de pele com o Dermatologista

Eu olho no espelho e vejo meus olhos rindo amanhã e cansados. Eu vejo as manchas de sol do sol de verão ou aquelas que apareceram após cada gravidez e ficaram lá. Eu vejo outra configuração de faceta – em parte porque eu enfraqueci este ano praticamente, mas também porque o tratamento ortodôntico também faz. Não nego que, com meus 40 anos de elogio, algumas coisas estão começando a fugir de seu lugar. Eu vejo a expressão rugas, depois de cada emoção e cada maravilha, choro ou tensão prolongada. Ou espera profundamente depois de noites de sono, depois das horas de relógio dadas às meninas ou projetos para os quais trabalhei. Eu os vejo desde o começo do ano e tenho coragem de ir com eles ao médico. Os cosméticos foram todos embora por um longo tempo, mas com o programa Mother Time Out, quando lançamos o desafio de pensar em si mesmos na comunidade da comunidade do blog, também desenhei meu desejo para este outono: fazer algo mais pela minha pele. Foi assim que comecei os tratamentos de pele para o dermatologista.

O que nós começamos com

Em primeiro lugar, o dermatologista. Eu conheci muitos na minha vida, especialmente desde que minhas meninas tiveram alguns problemas. Com os médicos, você sabe o que é, pode ser o mais famoso e maravilhoso possível, se você não dá a eles quando você tem a maior necessidade, eu sou como se não fosse … para você. Infelizmente E há mais uma coisa: você precisa entrar em ressonância com eles. Isto é, sentir que quando você está falando, eu ouço você, eu estou lá por você. E eles fazem o seu trabalho com prazer, em paz. É claro que sabemos que somos pacientes, e é normal sermos apenas pacientes, que não levaremos nosso rapaz para casa depois da consulta. Mas se o relacionamento é humano e não sente a transação nele, parece que você vai com outro estrondo no gabinete, mas você também aceita qualquer intervenção.

Então eu comecei com a escolha do médico. Em dr. Iulia Panţuru eu conheci em um projeto no início deste ano. Ele me conquistou imediatamente com seu sorriso e abertura, para dizer direito. ? doença profissional para mim, certo. Se um homem fala bem, ele é meu amigo. ? Brincadeira à parte, eu difícil de ouvir um médico falar sobre alimentação saudável e é obeso, como eu não pode tomar dicas de marcas pessoais de pessoas … que ninguém ouviu. Então eu fui capaz de confiar em um dermatologista que nos contou sobre crianças e desordens da pele, que tem um bebê e tratou desordens da pele. O Dr. Pantura também é especialista em estética médica, então ele é meu homem. Eu aprendi algumas coisas desta área em uma de nossas reuniões.

Na consulta – inicie o tratamento!

Eu estava um pouco animada porque eu ia fazer o primeiro tratamento sério para o dermatologista. Após cuidadoso exame da pele, o médico determinou que eu precisava:

  • Microdermoabrasão com diamante – o que pode repetir-se durante aproximadamente 1 meses e meio, em mim;

Microdermoabrasão é um método de remover a camada de pele morta da epiderme, forçando a pele a se regenerar. É feito em 1-4, até 6 semanas, conforme necessário. Tem o papel de esfoliar suavemente a pele e estimular a regeneração, por isso tem efeitos positivos nas rugas finas, cicatrizes, acne, manchas pigmentadas, poros dilatados. Manchas e rugas finas estão interessadas em mim. ? Objetivo atingido.

  • Tratamento facial por ultra-som – para remover manchas pretas na área T;

Os ultrassons têm o papel de remover os pontos negros e tonificantes.

  • Infusão com oxigênio e ácido hialurônico – Repita conforme necessário para revitalizar a pele;

Os efeitos da perfusão de oxigénio varia de acordo com o mesoterapia substância utilizada, o que previamente misturados cocktails contendo ácido hialurónico como a base enriquecida com outros ingredientes, tais como vitaminas, aminoácidos, de despigmentação ou substâncias de elevação.

  • Tratamento de manchas de pigmento – que levará cerca de 4 a 5 sessões, dependendo de como elas respondem à intensidade do laser.

Tratamentos a laser para manchas de pigmento são realizados na estação mais fria, sendo a proteção solar obrigatória.

Eu queria fazer uma foto, mas naquele momento era mais importante como a pele tocava e menos relevante a surpresa da câmera.

Todo o tratamento, com todos os procedimentos, durou cerca de 1 hora. Eu não deixei nem o vermelho nem a dor. Eu estava bem, a tez parecia macia e aveludada. Eu saí com um bom humor lá, e continuei segurando minhas mãos contra o meu rosto.

Recomendação do médico

Repetir o tratamento de manchas de pigmento durante 1 mês.

Aplique creme para o rosto com proteção de foto uma vez a cada 2 horas. De Bioderma tomei um creme de dia com 50+ fator.

Eu uso um creme para os olhos – eu escolhi um creme de melhor colágeno hidrolisado, eu sei que sou fã da marca. ?

Para usar um tônico para a área T, o que significaria que no futuro eu raramente faria tratamento ultra-sônico facial.

O que eu quero fazer a seguir

Não vamos esquecer, meu objetivo é se livrar das manchas.

No futuro, começamos a olhar para rugas, maçãs do rosto e mandíbulas lindas. Nós apenas olhamos, analisamos, observamos e vemos o que desenhamos. ? Eu te digo na hora certa!

Infelizmente, eu não tenho uma foto comigo. Mas tenho certeza de que posso ter coragem de fazer, depois de conseguirmos essas manchas. ?

 

Para voltar para a página inicial clique aqui.